sexta-feira, maio 20, 2016

O PINTOR Mark Keathley



O artista Mark Keathley cresceu numa fazenda de gado da família no leste do Texas.






Sempre adorou brincar pelos bosques e em campos abertos. Interessou-se pelo desenho desde os cinco anos de idade e hoje Keathley é um pintor de sucesso sendo a sua arte muito apreciada.







É um homem cuja paixão é a arte, a família e a sua fé.







As suas pinturas encontram-se em várias coleções particulares dentro e fora dos Estados Unidos.

Para conheceram melhor a obra deste incrível artista, visitem o seu site pessoal: http://markkeathley.com/






"Toda a obra de arte é uma personalidade. O artista vive nela, depois dela ter vivido um longo tempo dentro dele." (Vargas Vila)


segunda-feira, maio 16, 2016

Vipula Athukorale – Esculturas em margarina de pastelaria


A margarina é um excelente ingrediente para culinária e/ou pastelaria, mas também pode ser a matéria prima para a criação de belíssimas peças de arte.




Vipula Athukorale nasceu no Sri Lanka e o seu talento manifestou-se logo em criança, tendo começado por fazer peças moldadas em barro. Descobriu a sua verdadeira vocação profissional em 1984, quando começou a trabalhar como cozinheiro em hotéis cinco estrela no Sri Lanka, criando detalhadas esculturas para enfeitar as mesas dos restaurantes. Em 2004 desloca-se com a sua família para Leicester, na Inglaterra. A sua fama advém principalmente da sua arte de criar detalhadas esculturas em margarina de pastelaria.




Trabalhou, como chefe de alto escalão em restaurantes na Grécia, Chipre, Bahrein, Iraque e Inglaterra, criando incríveis obras de arte comestíveis, de margarina de pastelaria, chocolate, frutas, açúcar ou legumes. Vipula gasta dezenas de horas criando alguns dos mais intricados trabalhos de arte com alimentos, verdadeiras obras-primas do mundo.





Alcançou duas medalhas de ouro e uma de prata no international Salon Culinaire Awards, em Londres, com os seus detalhados trabalhos de um Rolls Royce, cenas de Pinóquio e histórias do Flautista de Hamelin.




Para manter as mãos sem tremer, Vipula Athukorale inclina-se em direção à peça que está a criar, respira fundo, trabalha um pouco na escultura, e então inclina-se para trás e respira para fora. Também lava as mãos em água gelada, para evitar que os dedos quentes possam danificar a obra de arte.





Depois de concluídas as esculturas de margarina de pasteçaria são surpreendentemente resistentes, podendo ficar em exposição durante anos. "Eu fiz um navio Viking quando estava no Bahrein, e que ainda está em exibição no átrio do hotel. Foi há anos e ainda está ok” (Vipula).

São impressionantes os detalhes nas suas peças, não há limites para a imaginação.

Fotos e Fontes: news.bbc.co.uk/; http://artistvipula.com/; www.dailymail.co.uk/, outros net.




"A arte e a ciência têm o seu ponto de encontro no método." (Edward Bulwer-Lytton) 

Topo