domingo, dezembro 29, 2019

O Pintor Robert Finale




O pintor Robert Finale nasceu em Cuba tendo a sua família e ele ido viver para os EUA quando tinha apenas 2 anos de idade. A sua paixão pela arte começou muito cedo. Com 5 anos raramente era visto sem ter um lápis na mão e um bloco de notas onde desenhava tudo, desde cenas de filmes até possíveis destinos de férias para a família.




Há alguns anos atrás, a sua esposa, Susie, pretendia comprar um quadro com uma paisagem de inverno para a sua casa. Ela visitou várias galerias, viu muitos quadros, mas não conseguiu encontrar aquele que lhe tocasse realmente. Nessa altura, Robert trabalhava como eletricista e o casal tinha um orçamento financeiro um pouco limitado. Depois de testemunhar a frustração de Susie, Finale decidiu pintar uma paisagem de Natal para lhe oferecer.




Robert trabalhou no quadro durante 10 semanas e no Natal, ofereceu a Susie a sua pintura, intitulada "Home for Christmas". Ela ficou surpreendida com o seu talento e não compreendia onde ele tinha ido arranjar a confiança para criar uma pintura tão maravilhosa. Finale, um artista autodidata, disse-lhe que tinha encontrado a coragem através de Deus.




"Foi a sensação de que eu poderia fazer isso e realmente sabia que eu poderia pintar", explica Finale. "Eu acho que o talento sempre esteve lá, mas levou 37 anos para surgir. Foi um presente de Deus para me deixar saber que ele tinha um plano para mim. Deus me deu muita confiança."




Durante dois anos trabalhou cerca de 12 horas por dia como electricista e à noite, no aconchego da sua casa dedicava-se à pintura. Hoje, Robert dedica-se exclusivamente à sua arte, tendo alcançado um enorme sucesso.




De origens humildes as suas obras estão espalhadas por diversas galerias em todo o mundo, tendo no entanto a primeira tela um lugar especial na sua casa.




As suas pinturas transportam para um tempo e lugar de encanto particular. O seu estilo característico é uma mistura colorida de romance impressionista e beleza realista, principalmente em cenários históricos.




Robert adora explorar a complexa interação de luz e seus efeitos sobre a arquitetura e arredores.




Um ávido viajante, Robert Finale usa as suas fotografias, desenhos e memórias simplesmente como ponto de partida, uma inspiração na viagem para a criação de cada obra-prima.




Usando cores e texturas fortes, Finale desenvolveu o seu próprio vocabulário em pintura. Expressa essa linguagem muito particular por lugares e entidades conseguindo assim tocar o coração de quem examina a sua obra. "A emoção que uma pessoa sente ao examinar uma obra de arte é a beleza da comunicação."




Finale cria imagens detalhadas e tranquilas cheias de romance e de luz que transportam o espectador a um lugar familiar ou a tempo especial. "Grande parte das minhas peças são criadas a partir de imagens de lugares que viajamos ou momentos em que nós ou a nossa família passamos juntos", explica o artista.




Cada pintura é uma jornada de palavras não ditas e sussurra escondido de liberdade, alimentando as esperanças e sonhos que existem dentro de todos nós. Estes sentimentos revelam-se através de imagens de bonitas cidades, em ambientes românticos colocando o espectador no mundo dos sonhos do pensamento inconsciente.




Para Robert a arte é uma linguagem universal. Portanto, uma tela representa a janela para milhões de emoções diferentes que existiram e existem através de todos nós, dando ao espectador uma ferramenta poderosa e olhar para dentro de seu próprio mundo, para a compreensão da jornada da vida.




As pinturas de Robert Finale, capturam a beleza intrínseca da humanidade e da natureza. O trabalho final sobre a tela é emocionante e encantador, permitindo que o nosso espírito e a nossa alma divaguem e sejam transportados para um refúgio de paz e tranquilidade.




Visite o seu site e conheça mais sobre a obra deste incrível pintor: Robert Finale

Fontes e Fotos: http://robertfinaleeditions.com/; http://findarticles.com/; http://www.thekingsgallery.com/; http://www.flashcoo.com/paint/Robert_Finale_art_paintings/; http://www.wallcoo.net/; outros


"A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não é copiar sua aparência." (Aristóteles)

sábado, dezembro 21, 2019

Os Pedidos ao PAI NATAL




Hoje a estrela é uma personagem do mundo das crianças de Ontem, de Hoje e espero sinceramente que de Amanhã também ...




Pintor: Dona Gelsinger


Portador de alegrias e sonhos,  a sua Lista de Pedidos para o Natal deve ser imensurável .... no meu tempo de criança, todos escrevíamos cartas ao Pai Natal, que depois eram entregues, à nossa professora da escola primária, pois como ela dizia, era a mensageira que as iria enviar.


Pintor: Marcello Corti


No nosso universo infantil, o Pai Natal vivia no Polo Norte


Pintor: Dona Gelsinger


Sempre rodeado de animais que o admiravam e de quem ele tanto gostava.


Pintor: Marcello Corti


Ao longo do ano ia fazendo um mundo de brinquedos para depois oferecer.


Pintor: Dona Gelsinger


Verificava na sua Lista todos os pedidos feitos, para que nenhum fosse esquecido.


Pintor: Marcello Corti


É claro que também tinha de ir descansando, aproveitando nessa altura, para beber um café bem quentinho, afinal, ele estava no reino das neves, onde o frio era imenso.


Pintor: Marcello Corti


Quando todos os brinquedos estavam feitos, colocava-os num enorme saco para mais tarde os ir entregar.


Pintor: Dona Gelsinger


Na altura do Natal, pegava no seu saco e saía para ir distribuir brinquedos e alegrias.


 Pintor: Dona Gelsinger


Voava de trenó com as suas renas especiais, trazendo presentes para todos os meninos que se tivessem portado bem.


Pintor: Dona Gelsinger

Tradicionalmente ele descia pelas chaminés


Pintor: Marcello Corti


E entrava nas casas para colocar os presentes


Pintor: Marcello Corti


Se alguma criança estivesse acordada, sentava-se e contava-lhe uma história ou cantava-lhe uma das imensas canções de Natal que ele tão bem conhecia.


Pintor: Marcello Corti


Que tempos mágicos eram esses, em se acreditava no PAI NATAL e todos os sonhos e desejos pareciam alcançáveis.


Pintor: Marcello Corti


Se me perguntarem se os meus pedidos de Natal se realizavam, eu respondo que é claro que não (a minha família era muito humilde),  mas não fazia mal, o importante era todo aquele encanto que envolvia a época Natalícia,  eu sabia que o "Pai Natal", nunca se esquecia de mim, e sempre deixava uma pequena lembrança no meu sapatinho. Ainda hoje na minha casa, na noite de Natal, é sempre deixado o sapatinho de cada um junto ao fogão, e de manhã, há sempre um pequeno miminho. Que nunca se percam os sonhos, a esperança e a magia do NATAL.


quinta-feira, dezembro 12, 2019

Marcos do Correio




No meu tempo de criança, era costume entre a família e os amigos enviarmos os votos de Boas Festas através dum postal de natal.




Os Marcos do Correio tinham um papel fundamental nesta troca de lembranças Natalícias.




Hoje, o envio de cartões de Natal penso que deve ser já bem reduzido, é claro que continuamos a dar as Boas Festas uns aos outros, mas numa "onda" mais informática, por email, através da Internet ou por telefone.


Relembrando um pouco outros tempos, deixo imagens de ....








Pinturas: Net

domingo, dezembro 01, 2019

O Pintor Viktor Tsyganov




Viktor Tsyganov, nasceu em 1938 e vive na cidade de Tiraspol. Durante muito tempo dedicou-se à pintura a óleo e pastel, atualmente encontra-se mais interessado em computação gráfica, em particular, Adobe Photoshop, 3DSMax.




 


 



"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema." (Pablo Picasso)


Topo