quarta-feira, abril 26, 2017

Pintor Jesus Helguera





O pintor e ilustrador Jesus Enrique Espinoza Emilio de la Helguera, nasceu em 28 de maio de 1910, em Chihuahua, México.




Filho de Alvaro García de la Helguera, um imigrante espanhol e Espinoza Maria Escarzaga, passou a sua infância na Cidade do México e mais tarde em Veracruz.




Aos sete anos, o jovem Helguera deixa o México com a sua família devido à tumultuosa Revolução Mexicana, estabelecendo-se em Espanha.




Um artista talentoso, Jesus foi incentivado pelo seu professor de escola primária a ter aulas de arte.




Começou aos nove anos a aprender como pintar paisagens e mapas.




Gostava do ar livre, natureza e vida selvagem. Era um estudante aplicado e levava muito a serio a aprendizagem da arte de pintar.





Dedicava parte do seu tempo a visitar galerias e museus de arte de arte em Espanha. Aos 12 anos de idade, frequentou a Escola de Artes e Oficios.




Com 14 anos foi admitido na Escola Superior de Bellas Artes e mais tarde frequentou a Academia de San Fernando, tendo tido como professores Marcelino Santamaria, Benedito Manuel Romero e Julio Torres, entre muitos outros.




Desenhista e pintor, com apenas 18 anos tornou-se professor ensinando arte em Bilbao, dedicando-se também a fazer ilustrações em livros e revistas.





O seu modelo favorito e inspiração para muitas das suas pinturas históricas era a sua esposa Julia Gonzalez Llanos, natural de Madrid, de quem teve dois filhos.





Foi pintada vestindo tradicionais trajes rurais mexicanos com xaile, vestidos populares de cores vibrantes, em situações vulneráveis ou como mulher sensual, como indígena ou ainda como deusas asteca.





Com a eclosão da Guerra Civil Espanhola, Helguera, optou por voltar ao México com a sua família.





Retornou para Veracruz local onde tinha vivido quando era menino. Gostava da diversidade da paisagem com rios, lagos e montanhas.




Após a sua chegada ao México, foi contratado pela empresa Cigarrera la Moderna, uma empresa de tabaco, para produzir os seus calendários, impressos pela editorial Imprenta Galas do México, empresa que ainda mantém na sua posse várias pinturas originais.




Passou algum tempo lendo e aprendendo sobre a história mexicana. Tinha um fascínio muito especial pela mitologia asteca. A sua pintura mais reconhecida é a "A Lenda dos Vulcões" (1940).




Esta imagem foi reimpressa em calendários que foram distribuídos em grandes quantidades por todo o México. Jesus desenvolveu outras imagens semelhantes para calendários como o "Arqueiro Celestial" e "Grandeza Aztec".
 



Jesus Helguera pintou e ilustrou para diversos clientes, até ao seu falecimento em 05 de dezembro de 1971.





Em 1980 com a exposição do seu trabalho no Museo de Bellas Artes, que foi aberta pelo presidente do México, foi finalmente dado a Helguera o seu devido valor, passando a ser considerado como um dos mais importantes pintores mexicanos.

Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.tumblr.com/; http://www.sullivangoss.com/jesus_Helguera/; http://q-vomagazine.com/jesushelguera.html; http://doinab.blogspot.com.br/2012/01/jesus-helguera-1910-1971-pictor-spaniol.html; outros



"A arte vence a monotonia das coisas assim como a esperança vence a monotonia dos dias." (Gilbert Keith Chesterton) 
 
 

quarta-feira, abril 12, 2017

Alfredo Rodriguez



Hoje vamos Divagar pela arte do Pintor mexicano ALFREDO RODRIGUEZ, um pintor que retrata de forma brilhante o quotidiano das montanhas, dos colonos, dos Índios e da grande paisagem americana.

Rodriguez nasceu em Tepic, uma pequena cidade do México, em 1954. Quando tinha seis anos, a sua mãe ofereceu-lhe um conjunto de aguarelas, esse presente marcaria para sempre a sua vida.





É pintor profissional desde 1968, quando tinha apenas 14 anos de idade.




Nascido numa família de nove irmãos, ele ajudava financeiramente através da sua arte.




Um artista em constante evolução, e cada nova pintura supera as anteriores.




Ele consegue eternizar toda a beleza nativa americana.




As suas telas capturam a beleza do espírito humano elevado à magnitude do lugar.




Reconhecido internacionalmente é considerado um dos pintores mais completos neste tipo de pintura.




É membro da "American Indian and Cowboy Artists Association".




Algumas das suas pinturas estão incluídos nas coleções permanentes de vários museus, como o Favell Museum em Oregon, no Leanin' Tree Museum em Colorado, no Booth Museum na Georgia e no Pearce Western Art Collection no Texas.




Têm participado em várias exposições e têm ganho prémios das mais prestigiadas organizações.



Desde 1979 que reside em Corona (Califórnia).




A obra de Alfredo Rodriguez está cheia de realismo, os desenhos estão numa perfeição fora de série, a sua obra está cheia de vida e cor.




"O aumento do conhecimento é como uma esfera dilatando-se no espaço: quanto maior a nossa compreensão, maior o nosso contacto com o desconhecido." (Blaise Pascal)

sexta-feira, abril 07, 2017

A Arte da Pintora Brenda Burke




A artista Brenda Burke nasceu em Inglaterra, tendo iniciado a sua arte desde criança.






A sua formação artística foi no estilo clássico dos velhos mestres, tendo frequentado a renomada escola de arte Farnham. Continuou depois os seus estudos em Florença e em Roma.






Os quadros de Brenda Burke encontram-se espelhados pelo mundo em várias coleções particulares. De referir que foi escolhida para apresentar o seu trabalho a Sua Majestade a Rainha da Inglaterra, tendo sido contratada para pintar o retrato de comemoração do noivado do príncipe Charles e Lady Diana. Foi novamente selecionada para pintar o batismo do príncipe William. De grande elegância e beleza, a sua arte abrange pinturas, retratos, esculturas, porcelana e gravuras. 





Brenda já expôs na Royal Society of Portrait Painters, no Royal Society of Miniature Painters e no Royal Watercolor Society. Como reconhecimento do seu trabalho, foi premiada com o prestigiado “Freedom of the City of London”.


Pintora Brenda Burke

Pintora Brenda Burke

Pintora Brenda Burke

Pintora Brenda Burke


Mestre do realismo, tanto em retratos como em natureza-morta, as suas obras são brilhantes e de grande sensibilidade.


Pintora Brenda Burke


Pintora: Brenda Burke



Topo