16/06/2024

0 O Pintor John William Waterhouse




Divagando o olhar pela vida e obra do pintor Italiano:


John William Waterhouse




John William Waterhouse nasceu em Roma, Itália, em 6 de abril de 1849, filho de pais ingleses que eram pintores. Começou a estudar arte com o seu pai aos seis anos de idade, e aos 14 anos foi enviado para a Academia Real Inglesa, em Londres.





Na Academia, Waterhouse estudou o estilo acadêmico tradicional, mas também foi influenciado pelo movimento pré-rafaelita, que valorizava a precisão do detalhe, o uso de cores vivas e a inspiração em temas literários e mitológicos.





O artista começou a expor as suas obras na Academia Real em 1874, concentrando-se na criação de grandes telas retratando cenas da vida quotidiana e da mitologia da Grécia antiga, e que eram caracterizadas por uma beleza melancólica e uma atmosfera de mistério. Tornou-se desde logo, um dos pintores mais populares da época.




Algumas das suas obras mais famosas incluem: "Sueño y su hermanastro Muerte" (1874), "La dama de Shalott" (1888), "Ofelia" (1889) e "Eco y Narciso" (1903).

Foi um pintor prolífico, e produziu mais de 300 obras durante a sua carreira. Morreu em Londres em 10 de fevereiro de 1917, aos 67 anos de idade.





Waterhouse é considerado um dos principais representantes do movimento pré-rafaelita da segunda metade do século XIX. As suas pinturas, que combinam beleza e mistério, continuam a ser populares até hoje.







Ler o Post Completo

24/05/2024

23 Martin Johnson Heade - O pintor das orquídeas e Beija-flores




Do pintor que explorava as maravilhas da Natureza, ficam hoje alguns olhares sobre as orquídeas selvagens.


Martin Johnson Heade





Martin Johnson Heade foi um pintor americano nascido em Lumberville, Pensilvânia, em 1819. Tornou-se conhecido pelas suas obras deslumbrantes que capturam a beleza efêmera da flora e fauna.





A paixão de Heade pela natureza floresceu desde a sua infância, e ao longo da sua carreira, ele canalizou essa fascinação numa ampla gama de pinturas. Uma das séries mais notáveis é a dedicada às orquídeas e beija-flores, onde ele habilmente imortalizou a complexidade e a delicadeza dessas criaturas em pinceladas meticulosas.





Heade começou a pintar aos 19 anos e estudou com o pintor Edward Hicks. Em 1841, mudou-se para Roma, onde viveu durante dois anos. Depois de voltar aos Estados Unidos, estabeleceu-se em Nova York, onde trabalhou como pintor de retratos e paisagens.




Ao contrário de muitos de seus contemporâneos, Heade não se limitou a um único estilo ou movimento artístico. Ele navegou pelas correntes do romantismo, realismo e luminismo, deixando sua marca única em cada abordagem.

Morreu a 4 setembro de 1904 em St. Augustine, Florida, Estados Unidos.




"A pintura deve parecer uma coisa natural vista num grande espelho." (Leonardo da Vinci)

Ler o Post Completo

17/05/2024

9 François Martin Kavel o Pintor das mulheres exóticas




Admirando as belas pinturas de lindas mulheres do pintor ...

François Martin Kavel





François Martin Kavel foi um pintor e ilustrador francês nascido em Paris em 1861. É conhecido pelos seus retratos de mulheres, muitas vezes em trajes exóticos ou despidas.





Kavel estudou na École des Beaux-Arts de Paris com o pintor Alexandre Cabanel. Em 1881, estreou no Salon des Artistes Français, onde exibiu regularmente. O seu trabalho foi elogiado pela sua técnica magistral e o seu senso de glamour.




As pinturas de Kavel são frequentemente caracterizadas pelas suas mulheres sensuais e sedutoras. Ele as retrata numa variedade de situações, desde ambientes exóticos até cenas domésticas. As suas pinturas são muitas vezes carregadas de simbolismo, representando a beleza, a sensualidade e a feminilidade.




Algumas das suas obras mais famosas incluem:"Danseuse" (1881), "Jeune Femme En Déshabillé" (1883), "L'odalisque" (1885), "Le voile bleu" (1887), "La nymphe d'eau" (1889)




Kavel foi um artista popular e bem-sucedido no seu tempo. As suas pinturas são hoje muito apreciadas por colecionadores de arte e amantes da beleza. Faleceu em 1931.




"Eu sonho minha a pintura, e então eu pinto o meu sonho.” (Vincent Van Gogh)


Ler o Post Completo

04/05/2024

19 Admirando a arte do Pintor francês William-Adolphe Bouguereau




Conhecendo e admirando a vida e obra do pintor:

William-Adolphe Bouguereau




William-Adolphe Bouguereau foi um pintor francês do século XIX, considerado um dos mais importantes representantes do academicismo. As suas obras são representativas de um estilo de arte que foi muito popular no século XIX, mas que também foi alvo de algumas críticas pelo seu estilo idealizado, que era visto como artificial e antinatural.





Nasceu em La Rochelle, França, em 1825. Desde cedo demonstrou talento para a arte, e aos 17 anos foi admitido na École des Beaux-Arts de Paris. Em 1850, ganhou o Prémio de Roma, o mais prestigioso prémio de arte da França. Depois desta sua vitória, Bouguereau passou três anos estudando na Academia Francesa de Roma. Durante esse período, ele aprofundou os seus conhecimentos nos estudos da arte clássica e renascentista.





Ao voltar a França, Bouguereau começou a expor as suas obras no Salão de Paris, a principal exposição de arte de França. As suas pinturas rapidamente ganharam popularidade, e ele tornou-se um dos artistas mais bem sucedidos da sua época.






As suas pinturas retratam uma variedade de temas, incluindo mitologia, religião, quotidiano e alegoria. Ele era particularmente adepto de pintar figuras femininas, que muitas vezes eram retratadas como belas e idealizadas. Era um mestre da técnica, e as suas pinturas são notáveis pelo seu refinamento e acabamento.





Bouguereau era um artista prolífico, e produziu mais de 800 pinturas ao longo de sua carreira. As suas obras estão expostas em museus e galerias de arte em todo o mundo.

Faleceu a 19 de agosto de 1905, aos 79 anos, em La Rochelle vitima de doença cardíaca.




"A simplicidade é o último grau de sofisticação" (Leonardo da Vinci)


Ler o Post Completo

18/04/2024

21 Crianças no Inverno da artista Hazel Lincoln




Divagando o olhar por delicadas e lindas ilustrações, que nos fazem relembrar as histórias da nossa infância.


Crianças no Inverno da artista Hazel Lincoln





Embora tenha pesquisado bastante é pouca a informação sobre esta artista. Deixo a biografia que consegui encontrar.




Hazel deixou a escola secundária aos 16 anos e começou a trabalhar como aprendiz num estúdio de cartões comemorativos. Quatro anos depois tornou-se autonoma e começou a trabalhar em sua casa enquanto fundava também a sua família. Casou e teve três filhos continuando sempre a trabalhar.




Além dos cartões comemorativos, Hazel também escreveu e ilustrou dois livros infantis.









As suas ilustrações são uma ternura focando principalmente o inverno e o mundo mágico dos animais e das crianças, com os seus sonhos, amizades, alegrias e partilhas.




Texto explicativo: https://www.advocate-art.com/hazel-lincoln


Ler o Post Completo
Topo