domingo, novembro 25, 2018

Chapéus de Chuva e Pessoas do PINTOR Claude Theberge




O artista Claude Théberge, foi um pintor canadense que nasceu a 04 de setembro de 1934 e faleceu em 15 de maio de 2008.






Conhecido não só pelas suas pinturas, mas também por murais, vitrais e esculturas , Claude Théberge é particularmente conhecido pelos seus "guarda-chuvas".






Nasceu em em Edmundston, New Brunswick. Ele cresceu em Rivière-Bleue em Temiscouata. Ele recebeu aulas de pintura em toda a sua infância. 






De 1950 a 1954, estudou na Escola de Belas Artes de Quebec. Participou nas maiores instituições dedicadas às artes plásticas e artes decorativas na França. De 1954 a 1960 viveu em Paris, onde frequentou a Escola Nacional de Belas Artes, a Escola Nacional de Artes Decorativas e a Ecole du Louvre. 






Em 1960, no seu regresso a Quebec, Claude Théberge fundou uma oficina dedicada à integração da arte e da arquitetura, que esteve aberta até 1968. Isto permitiu-lhe criar placas de parede para as estações de metro Papineau e Rosemont em Montreal. Em 1961, participou de cursos de educação na Escola de Belas Artes de Montreal. Em 1966, criou um enorme mural na estação de metro Guy-Concordia. Executou vitrais para a igreja de St-Jean-Baptiste de la Salle e criou também obras de arte para o complexo do Parlamento e do Théâtre du Capitole em Quebec City. De 1969 e 1970, estudou gestão de design na Ecole des Hautes Etudes Commerciales em Montreal. 






Recebeu vários prémios ao longo da sua carreira. Expôs em Paris, Londres, Berlim, Montreal, Quebec, Nova York, Chicago, Copenhaga, Madrid, Moscou, Tóquio e em muitos outros lugares. As suas pinturas encontram-se em várias prestigiadas colecções e estão presentes em muitas galerias europeias e americanas. 






Para conhecer melhor a obra deste extraordinário artista pode visitar o site oficial: “Claude Theberge






"A arte é um passo do que é óbvio e familiar na direcção do que é misterioso e oculto."(Kahlil Gibran) 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Topo