segunda-feira, outubro 12, 2020

Vida selvagem pelo Pintor Gabriel Hermida




Um passeio pela selva através de incríveis e realistas pinturas.

Vida selvagem pelo pintor Gabriel Hermida








O artista nasceu em 1978 em Buenos Aires, Argentina. Pintor autodidata, desde cedo começou a desenvolver uma técnica e estilo baseado na sua admiração pelos grandes mestres da arte universal, como Velázquez, Bouguereau ou Vermeer, entre outros. 





A sua notável atracção por animais e pela natureza levou-o a cultivar a "arte animal" sobre outros géneros mais tradicionais de pintura. Com vinte e um anos, Gabriel expôs os seus primeiros trabalhos numa prestigiada galeria em Buenos Aires e desde então tem-se dedicado inteiramente à pintura. 






Durante vários anos Gabriel pintou com acrílicos, mas descobriu que conseguia obter melhores resultados com óleos, explorando as suas propriedades. O seu trabalho reflecte uma combinação harmoniosa da representação animal e ambiental, revelando um controle absoluto sobre a luz, espaço, cor, tamanho, e composição. Um dos principais méritos da arte deste pintor é a sua capacidade de retratar magnificamente os "grandes felinos". 





Desde 2005, Hermida é membro da Artists for Conservation ", uma sociedade internacional exclusiva de artistas dedicados a promover os direitos dos animais e apoiar a conservação mundial da vida selvagem e do habitat. A associação é composta por vários grandes pintores reconhecidos internacionalmente.





Comentando o seu trabalho, Gabriel diz: "A minha paixão pela pintura aumenta com a admiração pelo mundo animal. Esforço-me para representar os animais, como magníficos e delicados tesouros que a mãe natureza nos deu, mas, ao mesmo tempo, devemos apreciar e proteger estas criaturas bonitas, bem como o seu habitat ". 






"A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação. " Eça de Queirós

12 comentários:

  1. Nossa que bela descoberta Maria. A gente tão perto e não conhecia este belo jovem artista. As pinturas nos colocam na floresta.
    Um show de postagem.
    Grato pela apresentação.
    Beijo amiga

    ResponderEliminar
  2. Belíssima coleção. Poucos não pertencem
    à lista dos animais em extinção, poucos.
    Um beijo, querida amiga, MRodrigues.

    ResponderEliminar
  3. Telas fascinantes. Como eu gostava de saber pintar quadros assim.
    .
    Saudações poéticas

    ResponderEliminar
  4. Beautiful pictures! Thank you, Maria! Welcome to my blog - https://librarytreasurer.blogspot.com/2020/10/il-paese-magico-di-gianni-rodari.html


    ResponderEliminar
  5. Piękne, realistyczne obrazy. Zwierzęta jak żywe. Pozdrawiam :-).

    ResponderEliminar
  6. Que coisa mais linda, parecem fotos.
    Obrigada pela visita, amei a dica de guardar o alecrim em saquinhos nas gavetas, com certeza farei. bjsss

    ResponderEliminar
  7. Olá, Maria!

    Brinda-nos sempre com grandes obras e grandes artistas.
    Perdi-me a apreciar cada detalhe destas pinturas. As expressões dos felinos são arrepiantes de tão bem representadas!
    Obrigada, por mais este trabalho de pesquisa magnífico! Saio sempre enriquecida deste seu cantinho!

    Continuação de boa semana!
    Beijinhos
    Liliana
    Ideias Recicladas e... não só!

    ResponderEliminar
  8. "arte animal" é algo que me encanta, tão lindos esses bichos nas pinturas, os tigres, as zebras, as araras... um beijo.

    ResponderEliminar
  9. Que lindas obras, Maria, tão perfeitas em detalhes, de um realismo singular!
    Postagem maravilhosa, Maria, não conhecia esse artista!
    Valeu a partilha, querida!
    Um bom domingo e com saúde!
    Cuidem-se, beijo.

    ResponderEliminar
  10. Preciosas pinturas María, son fotográficas, asombroso hiperrealismo.
    Gracias por compartirlas.
    Saludos.

    ResponderEliminar

Topo